Minha IDEON

Fale conosco

  • Suporte técnicosuporte@ideon.net.br
  • Financeirofinanceiro@ideon.net.br
  • Comercialcomercial@ideon.net.br
  • Atendimentoideon@ideon.net.br

Fechar Minha IDEON

Minha IDEON

Otimizar WordPress – Como melhorar e acelerar a performance e a velocidade

A IDEON é especialista otimizar WordPress e em hospedagem WordPress, mas isso não significa que se possa fazer milagres com ele. Por isso, se você quer aumentar a velocidade do site WordPress vamos te mostrar dicas infalíveis para seu site WordPress ficar um ainda melhor. E tudo isso é focado em melhorar a experiência do usuário, aumentar as visualizações de página e melhorar o SEO.

Se você conseguir reduzir o tempo de carregamento do seu website para abaixo de 3 segundos você poderá obter 25% a mais de conversões em seu site, assim otimizar WordPress. Isto significa que até mesmo a minimas melhorias de velocidade do seu WordPress podem resultar em vantagens enormes para seu negócio. E como o WordPress domina metade da internet, donos de websites querendo melhorar a velocidade do site WordPress não é uma surpresa.

É muito importante realizar a revisão do seu código, afinal, sua aplicação terá novos conteúdos e a ideia é que ela tenha cada vez mais acessos. Sendo assim, o código que funcionava muito bem há um tempo, pode apresentar dificuldades ou alto consumo de recursos atualmente. Então, vamos lá!

1º) Testar a velocidade de carregamento do meu WordPress

Antes de começar a otimizar WordPress é necessário testar a velocidade do seu site. Não significa que se você acessar seu site agora e ele abrir em 3 segundos ele está perfeito, pelo contrário. Outras pessoas visitam seu site pela primeira vez, e essa experiência pode ser totalmente diferente, por conta da cache.

Existem muitas ferramentas para medir a velocidade de seu site, mas como nosso foco é em resultado vamos trabalhar com o Google Page Speed. Mas confira algumas outras como o Pingdom, o GTmetrix e o WebPagetest.

Você pode usar todas essas ferramentas para otimizar WordPress, ou simplesmente utilizar uma extensão do Chrome que calcula o tempo de abertura de um site. Claro que sua internet já possui cache, assim, para resolver isso, abra uma janela anônima. Se realizando vários testes o carregamento ficar acima de 8s, recomendamos que prossiga com as dicas aqui informadas.

otimizar wordpressRecomendamos o Google Page Speed Insights porque ele é o primeiro passo para otimizar um site e permitira a você medir a importância dos próximos passos. O Page Speed Insights nada mais é que uma ferramenta de diagnóstico que mede o desempenho do seu site e sugere formas para melhorar o carregamento. Ele não mede efetivamente a velocidade de carregamento, mas verifica os aspectos importantes para desempenho e sugere melhorias, como habilitar o cache, reduzir o tamanho das imagens, colocar o javascript no final do código.

Com o Page Speed você aprenderá boas práticas de desenvolvimento para otimizar WordPress e que te ajudarão a escrever códigos mais limpos e organizados que irão refletir não apenas no desempenho dos sites, mas também facilitarão a manutenção dos sites e terão impacto positivo no SEO. Na verdade, o objetivo do Google ao disponibilizar essa ferramenta foi trazer algumas diretrizes para melhores práticas de desempenho da web.

Essa ferramenta apresenta recomendações para otimizar seu site, e se as orientações apresentadas forem seguidas, seu site será mais responsivo e mais rápido. Mas nem sempre será possível atingir a nota máxima segundo a ferramenta de medição de desempenho.

2º) Atualize para a última versão

Parece clichê, mas para otimizar WordPress é lógico que você deve sempre manter as últimas versões do WordPress, dos plugins e do seu tema já que versões mais recentes têm códigos otimizados que podem reduzir o consumo de memória e CPU do seu site.

3º) Remover as strings de consulta

É necessário que se remova todas as strings de consulta dos seus recursos estáticos já que alguns elementos iniciados pelo caracter “?” não são retidos em servidores proxy, o que é uma oportunidade perdida para aumentar o desempenho do WordPress. Por isso, para facilitar sua vida, recomendamos o uso do plug-in Query Strings Remover, para fazer esse serviço para você.

4º) Diminuir o número de WP CRONS

Para que o wordpress funcione é necessário que ele tenha um mecanismo de realização de tarefas como posts programados, newsletters ou backups além de outras tarefas. Sendo assim ele utiliza um script próprio chamado “wp-cron.php”.

O wordpress usa um truque para rodar este script, ele é executado cada vez que alguém acessa o site ou que algo no painel seja modificado, o que acarreta em um uso desordenado e muitas vezes desnecessário causando mais processamento e uso de recursos no servidor e trazendo também lentidão ao site.

O sistema do WordPress pode ficar muito carregado se você tiver muitos WordPress Cron. Recomendamos que espalhe seus crons ao longo do dia, certificando-se de que cada função terá tempo suficiente para se completar.

Mas como desabilitar o wp-cron e rodar apenas como cronjob? Para isso, devemos editar o arquivo “wp-config.php” na home do blog/site e inserir o seguinte código:

// wp-cron desabilitado IDEON
define('DISABLE_WP_CRON', true);

Agora no cPanel crie uma tarefa CRON para rodar o wp-cron cerca de 2 vezes por dia é mais que o suficiente.

/usr/bin/php -f /home/USERNAME/public_html/wp-cron.php >/dev/null

Altere USERNAME pelo seu usuário do cPanel e o caminho se for necessário, por exemplo se o blog/site estiver instalado em outro diretório como /site ou /blog.

5º) Otimize seu banco de dados

otimizar wordpressPara otimizar WordPress lembre-se: quanto mais antigo seu site, mais informações terá armazenado no banco de dados, pela quantidade de postagens, imagens, alterações, tags, etc… E para aumentar a velocidade do seu site você precisa limpar esses dados desnecessários. Caso não tenha conhecimento em banco de dados, recomendamos você instalar um plugin para otimização do banco de dados chamado WP-Optimize.

6º) Acabe com spam, bots e webcrawlers

Você faz um site para pessoas o visitarem e não para bots, então qualquer robô deve ser bloqueado. Para evitar spam, recomendamos o uso do plugin Akismet, seguido do plugin Captcha. Na maioria dos casos, o Akismet (que é muito leve) é suficiente para evitar que a maioria dos spams.

Recomendo você criar contas no Bing e Google Webmaster para configurar seus domínios e ter uma baixa requisição de crawlers, bem como a configuração de um arquivo robots.txt. Isso vai reduzir a taxa de requisição e reduzir os recursos de que necessita a partir do sistema, permitindo mais tráfego. Para reduzir o tráfego de crawlers como Yandex ou Baidu, por exemplo, você pode criar um bloqueio no arquivo .htacess.

7º) Remover plugins e temas desnecessários

Cada plugin, tema ou extensão fica armazenado em sua base de dados e guardados no FTP. Assim, cada vez que acessado ele irá fazer uma requisição à base de dados para buscar as informações deste plugin ou extensão. E se acessada uma página que contenha o plugin ou a página de gerência dele, terá que abrir requisições com os arquivos de configuração do plugin, o que irá consumir mais processamento.

É comum você se emocionar com a quantidade de plugins e temas gratuitos que o WordPress dispõem e muitas vezes, novos plugins substituem funcionalidades das funções originais que não são tão funcionais e conforme o passa o tempo você vai encontrar vários plugins e temas que não utilizados a muito tempo.

Um número excessivo plugins, especialmente os obsoletos, podem reduzir drasticamente a performance do seu WordPress. Como uma regra geral, a primeira coisa a fazer é remover ou pelo menos desativar os plugins desnecessários quando estiver otimizando o WordPress. O ideal é que seu site tenha apenas os plugins que são essenciais para o funcionamento.

Para otimizar WordPress, recomendamos o uso do plugin P3 (Plug-in Performance Profiler). Este plugin fará uma análise dos plugins que mais consomem recursos dentro de seu sistema.

8º) Reduzir o HTML, JavaScript e CSS

Reduzir ou minificar é uma estratégia muito útil se você quiser garantir a performance do seu WordPress. Basicamente se busca reduzir tamanho mantendo as mesmas funções. Na tentativa de reduzir o tamanho dos arquivos do site e scripts removendo caracteres, como espaços e comentários destes arquivos. Para tal funções, recomendamos para otimizar WordPress alguns plugins que podem ajudar na redução como o Autoptimize e W3 Total Cache.

9º) Regras de Otimização com .htaccess

O arquivo .htaccess lida com a forma como o seu servidor web processa o seu site. Existem algumas regras que você pode adicionar no final do .htaccess . Algumas tags são:

  • ETag – Esta tag indicará para os navegadores (browsers) quando uma imagem já foi baixada, e pode ser obtida a partir do cache do navegador local ao invés do servidor.
  • Expires headers – Esta tag é semelhante ao ETag mas permite que você defina diferentes tempos de expiração para diferentes tipos de arquivos.
  • AddOutputFilterByType DEFLATE – minimiza o código-fonte de seus arquivos HTML, removendo linhas vazias, pausas e espaços.

Adicione em seu .htaccess:

########## Begin - ETag Optimization
## This rule will create an ETag for files based only on the modification
## timestamp and their size.
## Note: It may cause problems on your server and you may need to remove it
FileETag MTime Size
# AddOutputFilterByType is now deprecated by Apache. Use mod_filter in the future.
AddOutputFilterByType DEFLATE text/plain text/html text/xml text/css application/xml application/xhtml+xml application/rss+xml application/javascript application/x-javascript
# Enable expiration control
ExpiresActive On
# Default expiration: 1 hour after request
ExpiresDefault "now plus 1 hour"
# CSS and JS expiration: 1 week after request
ExpiresByType text/css "now plus 1 week"
ExpiresByType application/javascript "now plus 1 week"
ExpiresByType application/x-javascript "now plus 1 week"

# Image files expiration: 1 month after request
ExpiresByType image/bmp "now plus 1 month"
ExpiresByType image/gif "now plus 1 month"
ExpiresByType image/jpeg "now plus 1 month"
ExpiresByType image/jp2 "now plus 1 month"
ExpiresByType image/pipeg "now plus 1 month"
ExpiresByType image/png "now plus 1 month"
ExpiresByType image/svg+xml "now plus 1 month"
ExpiresByType image/tiff "now plus 1 month"
ExpiresByType image/vnd.microsoft.icon "now plus 1 month"
ExpiresByType image/x-icon "now plus 1 month"
ExpiresByType image/ico "now plus 1 month"
ExpiresByType image/icon "now plus 1 month"
ExpiresByType text/ico "now plus 1 month"
ExpiresByType application/ico "now plus 1 month"
ExpiresByType image/vnd.wap.wbmp "now plus 1 month"
ExpiresByType application/vnd.wap.wbxml "now plus 1 month"

ExpiresByType application/smil "now plus 1 month"
# Audio files expiration: 1 month after request
ExpiresByType audio/basic "now plus 1 month"
ExpiresByType audio/mid "now plus 1 month"
ExpiresByType audio/midi "now plus 1 month"
ExpiresByType audio/mpeg "now plus 1 month"
ExpiresByType audio/x-aiff "now plus 1 month"
ExpiresByType audio/x-mpegurl "now plus 1 month"
ExpiresByType audio/x-pn-realaudio "now plus 1 month"
ExpiresByType audio/x-wav "now plus 1 month"

# Movie files expiration: 1 month after request
ExpiresByType application/x-shockwave-flash "now plus 1 month"
ExpiresByType x-world/x-vrml "now plus 1 month"
ExpiresByType video/x-msvideo "now plus 1 month"
ExpiresByType video/mpeg "now plus 1 month"
ExpiresByType video/mp4 "now plus 1 month"
ExpiresByType video/quicktime "now plus 1 month"
ExpiresByType video/x-la-asf "now plus 1 month"
ExpiresByType video/x-ms-asf "now plus 1 month"

10º) Habilitar a compressão Gzip

Quando alguém visita seu site, os arquivos do seu site são buscados e executados. Quanto maior a quantidade de recursos, mais tempo para carregar no lado do usuário. Por isso, ao ativar a compressão Gzip, você pode diminuir substancialmente esses tempo, acelerando o processo de carregamento do WordPress.

Para verificar se o seu site tem a compressão Gzip ativada, use checkgzipcompression.com, se não estiver utilize o plugin WP-ROCKET para ativar a compressão Gzip do seu site automaticamente. Ou se preferir incluir manualmente em seu arquivo .htaccess, utilize o código abaixo:

<IfModule mod_deflate.c>
AddOutputFilterByType DEFLATE text/html
AddOutputFilterByType DEFLATE text/css
AddOutputFilterByType DEFLATE text/javascript
AddOutputFilterByType DEFLATE text/xml
AddOutputFilterByType DEFLATE text/plain
AddOutputFilterByType DEFLATE image/x-icon
AddOutputFilterByType DEFLATE image/svg+xml
AddOutputFilterByType DEFLATE application/rss+xml
AddOutputFilterByType DEFLATE application/javascript
AddOutputFilterByType DEFLATE application/x-javascript
AddOutputFilterByType DEFLATE application/xml
AddOutputFilterByType DEFLATE application/xhtml+xml
AddOutputFilterByType DEFLATE application/x-font
AddOutputFilterByType DEFLATE application/x-font-truetype
AddOutputFilterByType DEFLATE application/x-font-ttf
AddOutputFilterByType DEFLATE application/x-font-otf
AddOutputFilterByType DEFLATE application/x-font-opentype
AddOutputFilterByType DEFLATE application/vnd.ms-fontobject
AddOutputFilterByType DEFLATE font/ttf
AddOutputFilterByType DEFLATE font/otf
AddOutputFilterByType DEFLATE font/opentype
# For Older Browsers Which Can't Handle Compression
BrowserMatch ^Mozilla/4 gzip-only-text/html
BrowserMatch ^Mozilla/4\.0[678] no-gzip
BrowserMatch \bMSIE !no-gzip !gzip-only-text/html
</IfModule>

11º) Otimizar e reduzir o tamanho das imagens

Uma dica de ouro é sempre que possível utilizar imagens no formato JPEG, já que imagens em PNG podem ser mais pesadas. Utilize cerca de 10 imagens, no máximo, na página principal e quanto maior a resolução da imagem, recomenda-se o menor número possível de imagens.

otimizar wordpressArquivos de imagem podem causar empecilhos no carregamento do site caso você não preste atenção no tamanho delas.

E para cuida disso, existem muitos métodos para otimizar as imagens do seu site. Recomendamos plugins do WordPress como WP Smush, o Optimization  e o EWWW Image Optimizer que oferecem uma boa velocidade de resposta sem perder a qualidade da imagem.

Também, sites como o Optimizilla são ótimos para fazer manualmente a redução do tamanho das imagens.

12º) Otimizando wp-config.php

O arquivo wp-config.php é o cérebro do seu WordPress e tudo que o plataforma precisar vai consultar ele. Por isso, vamos tomar algumas atitudes para manter a mente sã do nosso WordPress.

Desabilite a revisão de artigos: define('WP_POST_REVISIONS', false);

Configure o tempo dos salvamentos automáticos: define('AUTOSAVE_INTERVAL', 600); // Valor em segundos

Desabilite o WP_DEBUG: define('WP_DEBUG', false);

13º) Dividir o conteúdo em páginas longas e comentários

Agora vamos falar de paginação, que significa dividir as páginas de conteúdo muito grande em partes menores. Assim, estas partes podem ser visualizadas uma por uma em paginas separadas o que acelera o carregamento do conteúdo.

otimizar wordpress A paginação normalmente é utilizada para seções de comentários em websites, que carregam milhares de comentários simultaneamente utilizando muito trafego. Para otimizar WordPress e ativar, vá em configurações, e depois em discussões para determinar o número máximo de comentários por página.

Páginas com muitos posts e todos abertos na mesma página irão demorar muito a serem carregadas, já que o servidor terá que processar toda a página de uma só vez para exibi-la. Por isso, busque sempre utilizar uma opção de “Leia mais…” para direcionar o post em uma página específica. Evite também um número elevado de posts em uma mesma página, mantenha sempre utilizando o menor número possível.

A paginação pode ajudar a dividir um post ou página em paginas separadas, o que pode ser útil para conteúdos longos, já que o usuário não é aceitável com textos muito longos. Paginação em posts podem ser ativados adicionando <!nextpage-> na versão text do post, assim o WordPress irá detectar automaticamente e ativar para você.

14º) Desabilitar os avatares

O avatar é uma imagem que segue você de blog em blog, aparecendo ao lado de seu nome quando você comentar em sites com o recurso de avatar ativado. Para receber estas imagens, seu site realiza uma requisição externa, aumentando o tempo de carregamento.

Para otimizar WordPress, você pode desativar a exibição de avatares para as pessoas que comentam em seu site. Por padrão, a exibição está ativa. Para desativar, vá em Configurações > Discussão > Avatares e desmarque o item Mostrar Avatares, na seção Exibição do Avatar.

15º) Atualizar o PHP

otimizar wordpress

Comparação do PHP 5 pra 7 em requisições por minuto.

A performance do WordPress dobra no PHP 7.x comparado ao PHP 5.x com um processamento 110% maior.

O WordPress se beneficiou do PHP 7 em sua otimização no consumo de memória, resultando em um melhoria de performance de 30 a 50%.

Por isso que o PHP 7 é a versão padrão em nossos planos de hospedagens e conseguimos oferecer muito mais velocidade pois somos especialistas em hospedagem WordPress.

16º) Usar e abusar da cache

A cache é um mecanismo conhecido por diminuir a carga nos servidores já que basicamente, a cache é um sistema de armazenagem de informações que são utilizadas com frequência pelo navegador do usuário, assim, não precise ficar buscando as mesmas informações repetidamente do servidor. A cache pode otimizar WordPress e melhorar substancialmente a performance do site, sendo assim, umas das principais técnicas para melhorar performance do WordPress.

Com o uso de cache as informações não serão requeridas e processadas pelo servidor toda a vez que acessada sua página, após um primeiro acesso, as informações serão buscadas diretamente no cache guardado. Existe uma variedade de plugins que estão disponíveis para o WordPress com diferentes tipos de cache, incluindo WP-Rocket e W3 Total Cache. Recomendamos visitar nosso guia de como utilizar WP Super Cache para ativar cache no seu site WordPress.

17º) Reduza as consultas ao banco de dados

O WordPress é estruturado para que se adapte a qualquer ocasião e a qualquer usuário, assim, ele faz muitas consultas à base buscando os dados salvos por você. No entanto, é possível realizar algumas alterações para otimizar WordPress. Você pode alterar em seu código, no arquivo header.php, chamadas simples para que ele não tenha que buscar todas as configurações no banco, como a exibição de nome do blog/site, que é feita da seguinte maneira:

<<!--?php bloginfo('name'); ?-->

Para algo como:

Nome do seu WordPress

Consultas desnecessárias ao banco de dados influenciam no carregamento do blog. Procure modificar seu tema evitando estas consultas. Não há necessidade de realizar uma consulta ao banco de dados para especificar a url presente na logo do blog, por exemplo. Procure especificar o endereço completo diretamente no HTML. Abaixo algumas tags que você poderá substituí-las:

bloginfo('atom_url') // http://seudominio.com/feed
bloginfo('charset') // Charset utilizado(UTF-8, ISO-8859-1 ...)
bloginfo('html_type') // text/html
bloginfo('name') // Nome do Blog
bloginfo('pingback_url') // http://seudominio.com/xmlrpc.php
bloginfo('rss2_url') // http://seudominio.com/feed
bloginfo('stylesheet_url') // http://seudominio.com/wp-content/themes/tema/style.css
bloginfo('template_url') // http://seudominio.com/wp-content/themes/tema
bloginfo('url') // http://www2.braslink.com/home/index.cfm
wp_title() // Título do blog

Rede de entrega de conteúdo (CDN)

Todos os sites são hospedados em servidores físicos, normalmente longe da sua localização, o que as vezes pode afetar o tempo de resposta. A maioria dos sites resolvem esse problema através de uma rede de entrega de conteúdo (CDN). Quando se ativa o CDN em seu site, o navegador do cliente não precisa buscar todas as paginas do servidor, ao invés disso, algumas paginas estáticas são forçadas a a ficar nos data centers próximos do navegador do cliente.

otimizar wordpress cdnO uso de uma CDN (Rede de entrega de conteúdo), com certeza vai otimizar WordPress e acelerar o tempo de carregamento do seu site. Assim, se reduz o número total de requisições solicitadas ao servidor, consequentemente melhorando a performance do WordPress. Dentre as várias opções disponíveis para escolher um CDN recomendamos o Cloudflare e MaxCDN para otimizar WordPress.

A CDN do Cloudflare por exemplo, possui servidores ao redor do mundo, trazendo o conteúdo para mais perto dos usuários de cada região, acelerando o processo de carregamento. A tecnologia CloudFlare aproveita as alterações de hardware, tecnologia de servidor web e roteamento da rede. O resultado é uma CDN mais fácil de configurar, mais acessível, e com um desempenho melhor do que qualquer CDN que você usou antes.

Reduza o tempo de resposta do servidor, já que quanto mais rápido o servidor responder, melhor. Logo, para melhorar a eficiência, use um provedor de hospedagem que faça uso de um serviço de CDN, como o Cloudflare. A IDEON oferece esse serviço em todos os planos.

18º) Desabilitar o Hotlink

Hotlink é nome dado quando alguém utiliza sua imagem em outro site, é como se fosse um grande dedo duro. Agora imagine 50 pessoas copiando (url) a sua imagem e utilizando em seus sites, quando alguém acessar os sites dessas pessoas, as solicitações serão feitas no seu servidor.

Assim, já dá pra ver o quanto de recursos vai consumir de sua conta de hospedagem e podemos otimizar WordPress de maneira mais eficiente. Para resolver isso você pode habilitar a opção de hotlink no seu cPanel, instalar o plugin Hotlink Protection ou incluir o seguinte comando no seu arquivo .htaccess.

RewriteCond %{https_REFERER} !^$ RewriteCond %{https_REFERER} !^https(s)?://(www\.)?yourdomain.com [NC] RewriteRule \.(jpg|jpeg|png|gif)$ – [NC,F,L]

Otimizar WordPress - Como melhorar e acelerar a performance e a velocidade
Artigo
Otimizar WordPress - Como melhorar e acelerar a performance e a velocidade
Descrição
A IDEON é especialista otimizar WordPress e em hospedagem WordPress, mas isso não significa que se possa fazer milagres com ele.
Autor
Empresa
Ideias Online Internet Ltda